sábado, 5 de março de 2011

Fugindo da folia!


Velhos carnavais de Pelotas! Eu gostava muito. Ainda lembro bem da ansiedade da espera. Era uma semana de folia, com pequena pausa na quarta-feira de cinzas.
Minha cidade tinha um dos carnavais mais famosos do Brasil. Nada parecido com o de hoje, "cópia pobre e chula" do Carnaval do Rio de Janeiro e tão triste e "sem graça", como o de Porto Alegre (que me perdoem os portoalegrenses).
Nos salões, bem decorados, dos clubes sociais, desfilavam as cortes com suas rainhas e duquesinhas, ao som do "Zé Pereira".Havia muito confeti e serpentina.A música ao vivo, onde predominava o sopro e percussão, as velhas marchas faziam os foliões andarem em rodas, trenzinhos e aos pares. Crianças e adultos costumavam usar as mais diversas fantasias.
Confeço que não sou do tempo do "lança perfume", pois ainda não tinha idade para frequentar os salões.Lembro que os meus pais muito lança perfume compraram, formavam um casal muito alegre e animado, "curtiam" bastante o carnaval, não perdiam um baile se quer.
Eu ia aos bailes infantis, igual aos dos adultos, porém realizados no turno da tarde até, geralmente às 21 horas.
Mas o Carnaval de rua era o "forte"! Quem é de Pelotas deve lembrar da Rua Quinze de Novembro, a mais estreita da cidade. Ali a folia explodia!Eram muitos blocos burlescos,os famosos " blocos do sujo", com suas fantasias engraçadas, muitos homens (não homossexuais) fantasiados com roupas de mulher (geralmente pegas de algum guarda-roupa da mãe, das irmãs ou da esposa). As casas comerciais alugavam espaços em suas calçadas onde as famílias colocavam cadeiras para acompanhar a folia.
Muitas pessoas usavam máscaras, feitas de um pano preto, falavam com a voz disfarçada, era engraçado tentar adivinhar quem era o mascarado.
O tempo passa, as coisas mudam, É ISSO AI....
Hoje estamos "fugindo da folia"!!! Na semana que passou, quando conversava com meus pacientes, que são moradores de um bairro periférico de Pelotas,muitos diziam que não iriam ao "carnaval". Medo da violência,relatava a maioria. Uns acompanhariam o Carnaval do Rio pela TV, outros nem isso, pois já estavam enjoados daquele "espetáculo" (sempre igual!diziam).
Quase todos meus amigos optaram por aproveitar o "feriadão", na praia ou no vizinho Uruguai.
Hoje, dia 05 de fevereiro de 2011, também fugindo do carnaval, estou com meu marido, filho e nora, no nosso sítio rural, SEM FOLIA!
Aproveitarei esses dias para descansar, ler, estudar e curtir a natureza.
Bom CARNAVAL à todos os foliões...

Um comentário:

Arceli disse...

Já estava com saudades dos teus comentários.
Beijos !!!