sábado, 10 de dezembro de 2011

Hoje é o "Dia do Palhaço"!


Há dia de tudo e de todos. Hoje acordei cedo aquí no sítio. Eu e Cachoeira gostamos de tomar o café da manhã assistindo TV. Geralmente asssistimos o programa Vida & Saúde, na RBS TV. Ao meio dia olhamos o Jornal do Almoço. Hoje através desse último citado, aprendemos que, 10 de dezembro, é o "DIA DO PALHAÇO"!
Sempre gostei de palhaços e também de usar fantasia de palhaço. Acho que poderia ter sido um deles....será?

domingo, 4 de dezembro de 2011

Meu novo time!

Adoro futebol, adoro estar em Morro Redondo.
Adorei as cores do G. E. Índio.
É meu novo time aqui....

sábado, 17 de setembro de 2011

Fotos do Sítio do Cerro Alto, para Miki.








"A verdadeira afeição na longa ausência se prova."

Luis de Camões

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

7 de setembro, feriado Nacional!


Hoje é quarta-feira, meio da semana.É feriado, estamos no sítio, eu, meu marido e meu filho. Nessa data em 1822, ocorreu o chamado "Grito do Ipiranga", pois às margens do riacho Ipiranga (atual cidade de São Paulo), o Príncipe-regente D. Pedro de Alcântara bradou perante a sua comitiva: "Independência ou Morte!". Embora os historiadores contestem, essa ficou sendo a data oficial da Independência do Brasil, até então colônia portuguêsa.
O importante que para nós é uma data bem-vinda! Ainda mais quando cai no meio de uma semana atribulada....
O dia aqui no sítio é de sol, mas está ventoso, é a primavera fazendo seu treinamento!
Felipe e Cachoeira estão trabalhando no galpão das ovelhas, sempre tentando melhorias. São acessorados pelo nosso caseiro Sr. Jorge.
Mais adiente, o pedreiro, Sr.Carlão e seu servente, estão levantando minha nova casa aqui no sítio. Inventei de fazer uma construção de alvenaria, pois embora seja bem agradável nosso chalé, penso que já esteja um pouco pequeno para abrigar tanta gente (que bom). Logo concluimos: aqui no sítio "não é feriado"!
Eu acordei cedo para chegar ao sítio. Meu trabalho foi na cozinha. Piquei cebola, temperos da nossa horta, tomate e carne. Fiz um molho e uma massa. Comemos ao meio dia, regada ao queijo parmesão ralado. Lavei pratos e panelas...Agora estou de feriado!!!
Aqui estão algumas imagens de nosso 7 de Setembro de 2011, em Morro Redondo, RS.



Meu cantinho de trabalho: A cozinha!!! Mas lá fora até gosto.


O trabalho no galpão, Felipe, Cachoeira e Sr. Jorge.


Seu Carlão e seu Neuci na construção.


Essas éguas aproveitaram o feriado para pastar. Ufa! Que vida difícil....

sábado, 13 de agosto de 2011

Chegamos a Veneza


Eu e minha filha Luciana com estátuas vivas venezianas

Após 4 dias na belíssima Roma, fomos para a não menos bela Veneza.
Eu já a conhecia, fomos em 2007, meu marido, eu e o casal de amigo, mas nos dirigimos para lá de carro e nos hospedamos na vizinha cidade de mestre, em um hotel.
Dessa vez fomos de trem (Eurostar) de Roma diretamente a Veneza. Foi uma ótima viagem, com direito até a um bom chimarrão, o que chamava a atenção dos outros passageiros.
Quando descemos na estação de Veneza tomamos um táxi-barco até o apartamento que havíamos alugado pela Internet. Quando descemos na parada do barco próxima a nossa morada em Veneza, "arrastando as malas", confesso que fiquei um pouco apreensiva.
Era um local de sobrados antigos (comum em Veneza) e aparentemente mal conservados externamente, ruelas desertas, muito diferente da Veneza que eu havia conhecido há 4 anos, pois na verdade constatei que conhecia muito pouco, da outra vez só nos detivemos nos locais absolutamente de comércio e turismo, como por exemplo Piazza de S. Marcos, famoso pelas pombas, Catedral e bares, restaurantes e comércio de artigos de grandes marcas.
Externamente o prédio era muito velho, mas pela aparência da porta e das janelas, dava para se observar que havia sofrido uma reforma recente. Quando os proprietários abriram a porta de entrada do prédio me surpreendi. Era um pequeno edifício, extremamente moderno, limpo e com "cara de novinho". A esposa do proprietário nos recebeu amavelmente. Arrisquei meu "micro-vocabulário" de italiano, acho que me sai bem!
Ela dirigia-se a mim respondendo minhas simples e pré-estudadas perguntas, eu também entendia o que ela queria dizer nas sua respostas. Valeu a pena apenas o 1º semestre do curso de italiano que comecei esse ano.....
O apartamento ficava no último piso, na verdade no "sottoteto" (abaixo do telhado), tinha um pouco de escadas, mas não era "um exagero", o problema eram as "malas" (ainda vou apreender a viajar só de mochila!), mas subimos. Adoramos o local, era limpo, bem equipado, muito bom para poucas noites, já que naqueles belos dias ficávamos nas ruas e canais de Veneza.
Não vou descrever o apartamento, confiram abaixo algumas imagens.









Continuarei em outra postagem a escrever sobre Veneza.

quarta-feira, 27 de julho de 2011

A chegada, Roma.

Eu e o Cachoeira já conhecíamos Roma, tínhamos ido à Itália em 2007, com um casal de amigos. Naquela época paramos em um hotel e alugamos um carro para percorrermos outras cidades italianas.
Dessa vez foi diferente, alugamos um apartamento, muito bem situado, próximo ao Coliseu, a estação do metro, supermercado, bares e da zona Gay (muito interessante).
Ao chegarmos logo avistei, na saída do desembarque internacional, uma placa dizendo Carla Garcias. Era o motorista que contratamos através da Sra. Francesca (dona do apartamento alugado) para nos levar até nossa morada romana.
Estava muito calor e sol forte em Roma. Foram dias muito bons, com visitas à parques, praças, museus, restaurantes, caminhadas pela cidade e ida ao Vaticano, onde fomos a Basílica de São Pedro, Museu do Vaticano e Capela Sistina.
Foi muito bom retornar à essa cidade tão esplêndida. Meus filhos e nora, que não a conheciam, adoraram.

Aqui estão algumas imagens :

Porta de entrada do nosso prédio, na rua Capo D'África, 23

Nossa rua em Roma

Fontada de Trevi
Porta do Museu do Vaticano
Coliseu

segunda-feira, 25 de julho de 2011

Viajando nas férias com a família


Saida pelo Aeroporto Salgado Filho, Porto Alegre.




Viajar é um verbo que nos dicionários da língua portuguesa significa o "deslocamento de alguém de um lugar para outro razoavelmente distante". Para eu, viajar é muito mais que um deslocamento, é uma mudança na nossa rotina, é ficar alguns dias distante e esquecida de meus problemas e hábitos cotidianos.No momento em que entro no carro que nos levará para o início do destino, de malas e bagagens,tudo se transforma.
Assim como todos de minha família, adoro viajar, confessando que nos dias que antecedem a partida, sinto-me extremamente ansiosa e apreensiva.Quando o primeiro avião decola tudo se transforma....
É muito bom conhecer novas culturas, pessoas, locais, comidas e tantas outras coisas diferentes que a viagem nos proporciona.
Nessas férias de Julho de 2011, eu e minha família, saímos em direção à Europa. Nosso passeio começa com a chegada à Roma, belíssima capital da Itália.
Nas próximas postagens vou descrever todos as cidades percorridas e os acontecimentos que fazem da trajetória uma história inesquecível.

sexta-feira, 11 de março de 2011

Toquinho - Acquarello (Italiano)



Tentando aprender italiano. Adoro música cantada nessa língua. As brasileiras ficam lindas!

sábado, 5 de março de 2011

Fugindo da folia!


Velhos carnavais de Pelotas! Eu gostava muito. Ainda lembro bem da ansiedade da espera. Era uma semana de folia, com pequena pausa na quarta-feira de cinzas.
Minha cidade tinha um dos carnavais mais famosos do Brasil. Nada parecido com o de hoje, "cópia pobre e chula" do Carnaval do Rio de Janeiro e tão triste e "sem graça", como o de Porto Alegre (que me perdoem os portoalegrenses).
Nos salões, bem decorados, dos clubes sociais, desfilavam as cortes com suas rainhas e duquesinhas, ao som do "Zé Pereira".Havia muito confeti e serpentina.A música ao vivo, onde predominava o sopro e percussão, as velhas marchas faziam os foliões andarem em rodas, trenzinhos e aos pares. Crianças e adultos costumavam usar as mais diversas fantasias.
Confeço que não sou do tempo do "lança perfume", pois ainda não tinha idade para frequentar os salões.Lembro que os meus pais muito lança perfume compraram, formavam um casal muito alegre e animado, "curtiam" bastante o carnaval, não perdiam um baile se quer.
Eu ia aos bailes infantis, igual aos dos adultos, porém realizados no turno da tarde até, geralmente às 21 horas.
Mas o Carnaval de rua era o "forte"! Quem é de Pelotas deve lembrar da Rua Quinze de Novembro, a mais estreita da cidade. Ali a folia explodia!Eram muitos blocos burlescos,os famosos " blocos do sujo", com suas fantasias engraçadas, muitos homens (não homossexuais) fantasiados com roupas de mulher (geralmente pegas de algum guarda-roupa da mãe, das irmãs ou da esposa). As casas comerciais alugavam espaços em suas calçadas onde as famílias colocavam cadeiras para acompanhar a folia.
Muitas pessoas usavam máscaras, feitas de um pano preto, falavam com a voz disfarçada, era engraçado tentar adivinhar quem era o mascarado.
O tempo passa, as coisas mudam, É ISSO AI....
Hoje estamos "fugindo da folia"!!! Na semana que passou, quando conversava com meus pacientes, que são moradores de um bairro periférico de Pelotas,muitos diziam que não iriam ao "carnaval". Medo da violência,relatava a maioria. Uns acompanhariam o Carnaval do Rio pela TV, outros nem isso, pois já estavam enjoados daquele "espetáculo" (sempre igual!diziam).
Quase todos meus amigos optaram por aproveitar o "feriadão", na praia ou no vizinho Uruguai.
Hoje, dia 05 de fevereiro de 2011, também fugindo do carnaval, estou com meu marido, filho e nora, no nosso sítio rural, SEM FOLIA!
Aproveitarei esses dias para descansar, ler, estudar e curtir a natureza.
Bom CARNAVAL à todos os foliões...

segunda-feira, 3 de janeiro de 2011