quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Sevilla, a quarta maior cidade espanhola




Para encerrar nosso passeio na Espanha, escolhemos Sevilla.Partimos de Madrid cedo da manhã,embarcamos nossas bagagens na camionete e lá fomos nós. Era uma manhã muito fria e chovia um pouco. No caminho pegamos até neve na estrada. Nosso "motorista", o meu marido, depois confessou-me que estava assustado de dirigir na neve. Nós,os passageiros, vibramos com aquela estrada branca.
Ficamos hospedados num albergue, bem na região comercial da cidade. Foi um pouco difícil de achá-lo, mas com o mapa e com "quem tem boca vai à Roma", acabamos encontrando.
Na chegada já nós chamou atenção a grande quantidade de árvores carregadas de frutas, espalhadas por todas as calçadas e passeios.



A aparência do albergue não era das mais agradáveis, mas nos surpreendeu no seu interior. Era um prédio muito antigo, a escadaria muito bonita, os quartos eram limpos e com aquecimento. No quarto das "gurias" e do do casal havia banheiro com chuveiro e tudo. Só o Felipe e a Flávia tiveram que ocupar o banheiro comum ao andar.
Após acomodarmos nossas bagagens, já era noite, a fome chegou.Optamos por um fast-food, próximo ao albergue.



Pelo menos era uma salada! Mas o meu "estadão"...me trai...
Depois do "jantar lanche", saímos para passear na região central. Entramos num bar, tipo Pub,para saborear uma "caña de cerveza". Mas como somos cervejeiros, pagando em euros,não deu outra, depois de algum tempo abandonamos o bar.Nele haviam pessoas interessantes, como a senhora que aparece na foto abaixo.




Cerveja, "pouca mas boa"!!!!

Fomos passear, embora chovesse, foi uma noite muito divertida e alegre. Meu filho e a Flávia, acharam um bar de um marroquino, que vendia latinha de cerveja, com preço "mais acessível".


Abaixo algumas cenas de nosso passeio noturno na chuva, em Sevilla.






No dia seguinte fomos à Praça de Espanha, um dos símbolos da Sevilla atual. Majestosa, foi projetada para a Exposição Ibero-Americana de 1929 por Anibal González, um dos arquitetos mais célebres da cidade no século passado. Construída em tijolo e cerâmica, em forma semicircular, rematada por uma torre em cada ponta, parece estar de braços abertos, a acolher todos os que por lá passam. Para que de perto observem os seus painéis de azulejaria, dedicados a cada uma das províncias espanholas.





Após nossa estadia na Espanha, retornamos à Lisboa. Devolvemos o carro no aeroporto. Rumo à Inglaterra....bye,bye......

quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Um dia em Toledo

Vista da cidade de Toledo

Quando estávamos em Madrid, escolhemos um dia para passear e conhecer a cidade de Toledo. Acordamos cedo e fomos para a estação, foi uma bela viagem de trem.
A histórica cidade de Toledo é murada e fica situada numa colina sobre o rio Tejo.
Apresenta uma arquitetura herdada das culturas cristã, judaica e mulçumana. Foi a capital da Espanha Visigótica.

Um dos principais monumentos é a Catedral, mas outro ponto de visita interessante é a Igreja da São Tomé, que contém uma obra prima de El Greco, O Enterro do Conde de Orgaz.





Enterro do Conde de Orgaz - El Greco (1586)




Aqui estão algumas fotos nossas do passeio.




terça-feira, 26 de janeiro de 2010

Madrid

Madrid é uma das mais belas e agitadas capitais da Europa. Situada na região central da Espanha, cercada por terras áridas, Madri é a capital de maior altitude na Europa. Foi fundada pelos árabes como uma fortaleza, assim permanecendo até que Afonso VI a ocupou, em 1083. Felipe II fez dela a capital da corte em 1561. Desde então a cidade floresceu, tornando-se vibrante, dinâmica, moderna sem deixar de preservar seu patrimônio histórico e cultural.

Madrid é minha cidade predileta na Espanha, desde que estive naquele país pela 1ª vez







Muito frio no Madrid Tur,mas para ver as belezas arquitetônicas dessa cidade, vale a coragem!


A amiga Renata me acompanhava, no frio da noite,na sacada do apê


Azar do frioooo! Charuto e cerveja em Madrid


Na cozinha do apê, super equipada,família Garcias reunida


O apê, no quinto andar, "sem elevador", cansava, porém a vista era bonita

Para concluir essa postagem coloco o Brasão da família Garcias, a pedido de minha cunhada Arceli, foi lá , em Madrid, que comprei, conforme me perguntou em comentário, na postagem anterior sobre Salamanca.

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

España, olé! O começo: Salamanca


Praça Maior, Salamanca, Espanha, 2009

Seguimos do Porto, Portugal, até a Espanha. Nosso primeiro ponto foi Salamanca, onde nos hospedamos num bom hotel ao lado da Plaza Mayor, no centro cultural dessa bela cidade.
Salamanca é uma cidade situada na província do mesmo nome, na região de Castilla León, no centro da Península Ibérica. Salamanca é uma cidade que respira história um pouco por todas as suas esquinas, sendo a sua Catedral, a sua Plaza Mayor, de estilo barroco, e a sua Universidade Pontificia os seus três mais importantes emblemas.
A cidade monumental de Salamanca aloja a maior colecção de arquitetura renascentista e plateresca de Espanha e uma das mais antigas universidades da Europa.
É uma cidade universitária, com incontáveis monumentos, ideal para fazer visitas, tais como a que pode fazer aos seus museus e monumentos, mas também é uma cidade na qual pode apreciar a sua gastronomia.


Eu e o marido, Salamanca, 2009


A cor dos prédios, rosados, dá um encanto a Salamanca

Imperdível!

domingo, 24 de janeiro de 2010

Ainda em Portugal: Cidade do Porto e Vila Nova de Gaia



Cave de vinho do Porto em Vila Nova de Gaia

Ponte, rio Doro

Porto e Vila Nova de Gaia são lindas!

Sobrado típico da região central do Porto, nossa hospedaria


Após a visita à Óbidos, nossa próxima cidade foi Porto. Lá nos hospedamos em um local bem central, próximo ao metrô e a lugares históricos. Era um hotel próximo ao calçadão. Exteriormente, só uma porta junto à calçada, mas dentro muito aconchegante e limpo. O casal proprietário eram muito educados e gentis. Tinha até um simpático cão branco, pêlo de arame, chamado Pipocas, pelo seu hábito de ser tão pulante,conforme fomos informados e constatado.

A cidade do Porto é conhecida como a Cidade Invicta. É a cidade que deu o nome a Portugal – desde muito cedo (c. 200 a.C.), quando se designava de Portus Cale, vindo mais tarde a tornar-se a capital do Condado Portucalense, ou Condado de Portucale (condado que deu o nome a Portugal). É ainda uma cidade conhecida mundialmente pelo seu vinho, o seu centro histórico, catalogado como Património Mundial pela UNESCO, pela Casa da Música e pelo seu clube de futebol Futebol Clube do Porto.
O Porto é um município português de 41,66 km² de área onde residem 216 080 habitantes (Portuenses) (2008).
A cidade metrópole é formada por municípios adjacentes que formam entre si um único aglomerado urbano conta com cerca de 1 200 000 habitantes. É a maior região econômica de Portugal.

Na área Metropolitana do Porto econtramos o municpípio de Vila Nova de Gaia, lindo, imperdível. A cidade está localizada na margem sul da foz do rio Douro. As caves do famoso vinho do Porto ficam lá localizadas.


ADORAMOS ESSA REGIÃO.

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Óbidos, a cidade fortaleza, Portugal.

ÓBIDOS



Óbidos é uma vila portuguesa no distrito de Leiria, na região centro-oeste, fazendo parte da Região de Turismo do Oeste, com cerca de 3 100 habitantes. É sede de ummunicípio com 142,17 km² de área e 10 875 habitantes (2001).
O nome Óbidos não deriva da palavra óbitos, mas sim do termo latino oppidum, significando «cidadela», «cidade fortificada».
Na suas proximidades foram encontrados vestigios arqueologicos da povoação romana de ‘Eburobrittium’. Segundo Plínio-o-Velho, escritor romano do século I, Eburobrittium era uma cidade romana que existia entre Leiria (Collipo) e Lisboa (Olisipo).
Óbidos fez parte do dote de inúmeras rainhas de Portugal, o Castelo de Óbidos uma das pousadas mais belas de Portugal.



Ruas estreitas, com de pitorescas casas adornadas, na sua maioria, por bouganvilles belíssimas.Artesanato de boa qualidade e boa gastronomia sem falar na "Ginjinha", provei e aprovei.
No município da bonita vila medieval de Óbidos, graças ao seu particular microclima, são produzidas as melhores ginjas silvestres da Europa.
O Licor de Ginja, fruto agridoce da família das cerejas, tem a sua origem na Ásia Menor, no litoral do Mar Cáspio.
Ninguém passa por Óbidos sem saborear um cálice, pelo menos, desse licor.

Ao sairmos de Lisboa, em nossa camionete de aluguel, nosso primeiro destino foi Óbidos. Passamos boa parte daquele dia num pedaço da História Portuguesa.
Quem for à Portugal deve incluir essa cidade no roteiro. Recomendamos.

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Já faz um ano!

Tempo que voa! Já faz um ano.

Há um ano, janeiro de 2009, após o dia 20, partimos rumo ao velho mundo. Nossa viagem foi organizada com alguns meses de antecedência, pois seríamos 6 pessoas e encontraríamos uma sétima, Renata, amiga de minha filha Clarissa, que estava fazendo dotourado na França, em Clermont Ferrand.
Nossa equipe de excurssão ficou constituida por mim, meu marido, meus três filhos,a namorada de meu filho e a amiga de minha filha.
Nosso ponto inicial foi Portugal. Sempre é mais fácil entrar por um país onde dominamos o idioma, além do mais sou de origem portuguesa, já havia estado lá em outra viagem, acho que não saberia passar pela europa sem dar um "chego" naquela bela terra.
Sabíamos que pegaríamos muito frio, pois é época de inverno na europa.
Alugamos um apartamento em Lisboa, ficava na rua do Atalaia, no Alto Chiado, muito bem localizado. Por fora era até "assustador", mas surpreendia, positivamente, em seu anterior.Amplo, bem equipado,espaçoso, com bom aquecimento e de fácil acesso.
A proprietária se chamava Sra. Luzete (achei estranho o nome), muito cordial.
Lá passeamos por Lisboa, fomos a Sintra, Óbidos, Porto e Vila Nova de Gaia.
Locamos uma camionete que permitiu nosso passeio por Portugal e Espanha.
Aqui estão algumas fotos de Portugal.


Nossa partida, rumo ao velho mumdo, janeiro de 2009

Rua da Atalaia, Alto Chiado, Lisboa (rua onde ficava nosso apartamento)

Vista de Lisboa, Alfama, Portugal
Luciana,Clarissa e Felipe (meus filhos), Sintra,entardecer frio,Portugal

Eu com nossa amiga Renata (que estudava na França), Belém, Lisboa

Eu, meu marido, meus filhos e a namorada de meu filho, Lisboa

Sintra, Portugal

Em outra postagem ainda escreverei e ilustrarei sobre Portugal.

COISA BOA VIAJAR!