segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

Verão no sítio....

DOMINGO NO SÍTIO

Banho no rio Cadeia, eu e Luciana

Protegidas no galpão, Clarissa, Luciana e Flávia

Felipe e o alambrador, Sr, Jorge

Que vidinha!

Domingo, 10 de janeiro de 2009, família desde cedo em preparo para o passeio. Temperatura anunciada na rádio às 10 horas da manhã, hora da partida, 28º C, vamos para praia? Não, para a serra, nosso sítio tem sido nosso point ultimamente.

Até as filhotas, Clarissa e Luciana, optaram por aparecer por lá, pois no final de semana anterior, na volta da praia do Cassino, tomaram dois ônibus lotados, com a Luciana de pés queimados, que até resolveram ir para zona rural ontem. Como sempre, o Felipe e a Flávia, já estavam lá.

Carne, salsichão, pão, cerveja, gelo, já está pronto nosso "kit" sítio.
Quando chegamos estava um pouco nublado, quente, o alambrador e seu auxiliar lá estavam. O serviço está adiantado e muito bom.
O Cachoeira preparou o fogo, temperou a carne, eu cuidei da cerveja, é claro. A Flávia, a mais light do grupo encarregou-se das saladas (nada com batatas ou maioneses).

O almoço estava ótimo, mas deu uma chovida no início da tarde, já havíamos comido, então fomos nos abrigar no galpão. Alguns foram dar uma dormidinha.

Lá pelas 15 horas o tempo já estava bom. Como havia combinado com minhas filhas, fui levá-las na prainha e na cachoeira, situadas há 5 km de nosso sítio.

Elas acharam lindo o lugar, só não gostaram de minhas advertências recorrentes: "cuidado, olha que é perigoso!". Riram muito de mim, que às vezes, com medo de cair, andava de "quatro pés" (que estilo, hei!).

Na volta da cachoeira, no caminho, sentimos fome. Paramos numa choupana bar, de propriedade do Sr. Udo Tesmann, muito simpático e conversador. Contou-nos que nosso sítio já havia sido de propriedades dele e de sua esposa, Sra. Aidi, venderam e compraram de seus parentes as terras que hoje ocupam, as quais são exploradas como camping, pois tem uma mata na beira do rio que passa no local (rio Cadeia), Comemos uns cachorros-quentes diferentes, de pão francês (cacetinhos), não muito "novos", mas o molho era ótimo, nossa fome também deve ter ajudado.

Enquanto isso o Cachoeira e o Felipe, trabalhavam na horta, plantando mudas de tomates gaúchos. A Flávia tomou banho de açude mesmo, lá no sítio.

Para variar: Foi um ótimo Domingo.

BOA SEMANA AOS MEUS LEITORES.

Um comentário:

Arceli disse...

não postei nada antes porque estava sem internet, mais esse lugar é muito lindo cada vez mais tenho vontade de conhece-lo.
Beijos!!