segunda-feira, 24 de maio de 2010

É difícil ser magra!

É difícil ser magra! Ufa! Huuumm!!

A Gula é um dos sete pecados capitais, que nós, Cristãos, gostamos de ignorar, julgamos um pecado bastante aceito ou pelo menos tolerado.

Como médica sei muito bem de todos os malefícios da obesidade e do sobrepeso, mas nos últimos anos venho lutando para não passar de sobrepeso para o estado de obesa, ou seja, pessoa com índice de massa corporal(IMC) maior do que 29,9 kg/m². Aliás, o mesmo acontece com meu marido, que além do aumento de peso natural da idade, tem uma forte herança genética para obesidade.

No sul do Brasil, vizinhos dos uruguaios, mais árdua é a tarefa de "não engordar!". São muitas as opções de uma boa "mesa", nosso clima frio também contribui, pois aumenta a fome, além do mais nossas roupas de inverno ajudam a esconder as "sobras", ou melhor, "as bordas".

A televisão, nossa formadora de opiniões, é ambígua, tanto faz programas alertando sobre a obesidade, como também nos bombardeia com programas de culinária e propaganda de alimentos, restaurantes e afins.

Nossa programação de lazer e social, quase sempre acaba em alguma mesa de alimentos. São idas à restaurantes, jantares entre amigos, aniversários, casamentos e outras comemorações, onde a fartura de alimentos e bebidas calóricas é a tônica.

A cidade onde vivo, é conhecida como o local dos melhores doces do Brasil, Pelotas, que teve sua colonização principal, os imigrantes portugueses, que nos legaram receitas de doces maravilhosos. Essa arte de bem elaborar doces é até hoje muito cultivada. Todos os anos, nessa época é realizada a Fenadoce, onde "até as formigas acabam repugnando". Gosto de doces, mas minha grande paixão são as comidas salgadas.

Doces de Pelotas, bonitos, gostosos, "calóricos..."

Em Paysandú, Uruguai, enquanto esperamos a comida, um litro de cerveza Pilsen..."quantas calorias!"


No Mercado del Puerto, Montevidéo, antes do jogo da Seleção Brasileira de Futebol, 2009

Um passeio no Uruguai, com o marido, ele também é bom apreciador da boa comida!

Nosso fogão a lenha, no sítio, com certeza ele irá nos fornecer algumas "gramas" a mais! 2010

Confraternizando com amigos, Montevidéo.

Fomos abençoados por Deus que encheu a terra com os ingredientes para fazermos comidas que são deliciosas, nutritivas e até mesmo prazerosas.
Mas é difícil apreciar essas comidas em moderação, controlando nossos apetites, ao invés de sermos controlados por eles.
É difícil ser magra!

Um comentário:

Arceli disse...

Estou de volta para comentarios, alem dessas comidas gostosas eu ainda vou no doce, tu sabes bem
Um beijão!!!