sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Cães







Sou apaixonada por cães, não connheço nenhum mau, pois a maldade não é uma característica dos animais. Quando mordem, atacam ou fazem algo "desaprovado", geralmente, é para defender seus territórios, para proteção de algum tipo de agressividade, a que estão sendo submetidos, ou por "treinamento" (feito pelos humanos).
É claro que existem raças menos dóceis, mas na grande maioria, continuam sendo "os melhores amigos dos homens", pois no processo evolutivo, tiveram recompenas indiscutíveis com essa amizade. Foi bom para os dois lados, é claro.
Desde muito cedo estive envolvida com um desses animais. Quando lembro de minha infância, adolescência e da minha fase adulta, há sempre um canino no cenário.
Lastimo que suas vidas, normalmente, são breves. Nos dão muito afeto, carinho, alegria e também trabalho, mas quando partem nos deixam saudade, além de boas lembranças.
Meus pais gostavam de cães, meu marido gosta de cães e, por sorte, meus filhos também os estimam muito. Será que é hereditário?
Hoje deixo aqui uma homenagem aos meus três caninos, Bob Marley, Billy Joe e Odi que "partiram" nos últimos dois anos.

"Um cão é a única coisa na terra que o ama mais do que ama a si mesmo."

Um comentário:

Luciana disse...

Que lindo o blog mamãe!!!!